agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-cna-senar-agronegocio-agrotech-startse-sp-2
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-fenasoja-santa-rosa-9
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-gaff-agribusiness-festival-xp-sp
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-cnt-ntc-universo-totvs-sp-2
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-feira-daf-caminhoes-bahia-farm-show
saude-inovadora-2024-rede-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-cns-simesp-simers-feira-hospitalar-sao-paulo-grupo-bradesco-biobrazilfair-biofach-organico
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-feira-industria-leiteira-megaleite-2

RS Innovation Agro: Governo lança edital de R$ 2,5 milhões para projetos estratégicos de inovação no agronegócio

RS Innovation Agro: Governo lança edital de R$ 2,5 milhões para projetos estratégicos de inovação no agronegócio

A Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul lançou, nesta segunda-feira (28), no palco do RS Innovation Agro na 46ª Expointer, um edital de R$ 2,5 milhões para apoiar projetos estratégicos de inovação no agronegócio do Rio Grande do Sul. Os recursos do Inova Agro 05/2023 visam ao fomento de soluções nas áreas de irrigação, descarbonização, aumento de eficiência de produção e transição energética, que envolvam parcerias entre universidades e, no mínimo, uma empresa, bem como entidades da sociedade civil organizada e órgãos públicos. 

Com aplicação de R$ 100 mil a R$ 312,5 mil por projeto, distribuídos nos oito ecossistemas regionais de inovação do Rio Grande do Sul, o objetivo da chamada pública é estimular o desenvolvimento de soluções inovadoras que envolvam os desafios atuais do agronegócio. A titular da Sict, Simone Stülp, conduziu a apresentação do edital. 

“Nós somos um estado só e temos que crescer juntos. Por isso, a divisão em oito ecossistemas e esse impulsionamento a cada um”, explicou Stülp. “O objetivo de cada um desses editais é transformar o conhecimento produzido em nosso estado em oportunidades efetivas, que gerem PIB e melhorias no dia a dia das pessoas, olhando para os desafios que enfrentamos e para nossas potencialidades dentro de cada ecossistema”, completou. A secretária também adiantou que deverá haver o lançamento de outros editais no Inova Agro com foco em uma temática específica. 

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, participou do lançamento e salientou a importância do edital na valorização da produção de conhecimento tecnológico e científico do Rio Grande do Sul, o que une a quádrupla hélice da inovação (governo, empresas, universidades e sociedade civil organizada). “Nós recriamos a Secretaria de Inovação, em 2019, com essa denominação, por entendermos que precisamos ter uma estrutura que especificamente pense como fomentar a inovação. Disponibilizamos recursos para impulsionar o que os nossos ecossistemas já produzem”, ressaltou Leite. 

Os projetos voltados à irrigação são focados na prática de manejo agrícola destinada a fornecer água de forma artificial de acordo com as necessidades das práticas agrossilvopastoris. Já em relação aos projetos de descarbonização, serão selecionadas iniciativas que visem à redução da emissão de carbono na atmosfera, principalmente por meio da substituição de combustíveis fósseis por tecnologias limpas e/ou renováveis. 

O aumento da eficiência de produção será fomentado com soluções voltadas para o aumento da produtividade por meio do uso mais eficiente de recursos hídricos, energéticos, insumos, da terra, ou outros vinculados ao agronegócio nos diferentes elos da cadeia de valor. Por fim, a transição energética refere-se a qualquer ação tomada com o objetivo de auxiliar na alteração da matriz energética de um negócio para fontes de energia renováveis e/ou limpas. 

O prazo de submissão de propostas vai até 12 de outubro de 2023, com divulgação dos resultados finais prevista até 16 de novembro de 2023. Mais informações podem ser conferidas no site da Sict: www.sict.rs.gov.br. 

Estiveram presentes, no lançamento, o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos, o secretário adjunto da Casa Civil, Gustavo Paim, o secretário de Turismo em exercício, Luiz Fernando Rodriguez Júnior, e autoridades representantes de universidades gaúchas.


www.sict.rs.gov.br