Grupo Raça Agro de Mato Grosso adquire SGM do Brasil

Grupo Raça Agro de Mato Grosso adquire SGM do Brasil

O Grupo Raça Agro (GRA), com sede em Mato Grosso, acaba de adquirir 100% das cotas da indústria beneficiadora de sementes, SGM Seeds do Brasil, Soluções em Sementes de Pastagem Ltda., sediada em Ribeirão Preto (SP). A compra foi concluída no mês de julho e foram investidos cerca de R$ 250 milhões na aquisição e fusão de empresas.

O Grupo Raça Agro é uma das maiores redes de revenda e distribuição de produtos agropecuários do país. A empresa mato-grossense pontua que a aquisição da SGM Seeds contribui para o objetivo de faturar R$ 500 milhões em 2024. A receita já chega à R$ 40 milhões. Pelo menos, 80% deste montante vem da venda de produtos voltados para a nutrição, pastagem e saúde animal.

A SGM Seeds é a segunda aquisição do Grupo Raça Agro. A primeira ocorreu em 2020 quando se integrou a Suprema Produtos Agropecuários.

“Nosso foco é a verticalização das atividades. Vamos investir em nutrição, pastagem e saúde para o setor pecuário. Assim aumentamos nossas forças para apoiar ainda mais nosso cliente, o pecuarista”, pontua o CEO do grupo mato-grossense, João Antônio Fagundes Neto.

Com a fusão da empresa de Ribeirão Preto, o grupo mato-grossense passa a contar com 20 lojas, 480 funcionários, além de estar presente em cinco estados brasileiros.

Primeiro do setor pecuário a atuar na B3

O Grupo Raça Agro foi o primeiro do setor pecuário a atuar na bolsa de valores (B3). Conforme Fagundes Neto, a entrada seguiu o planejamento estratégico da companhia, que tem como próximo passo o fortalecimento da atuação no mercado internacional.

“Queremos exportar a tecnologia brasileira de produção bovina em clima tropical para o resto do mundo. A aquisição da SGM Seeds contribui para a ampliação do comércio exterior e do nosso portfólio”, enfatiza o CEO. Os produtos da SGM Seeds já estão presentes em 23 países.

Ainda entre as metas da companhia, frisa Fagundes Neto, estão a potencialização da produção e a logística para conquistar mais espaço dentro do Brasil. O projeto inclui a triplicação do número de lojas, que em 2030, chegará a 60. “Estamos focados na verticalização das atividades. A valorização da pecuária nacional tem sido o grande incentivo para o nosso projeto de expansão”.


https://www.canalrural.com.br