Expointer 2023: Mulheres e jovens se destacam na liderança de agroindústrias na feira

Expointer 2023: Mulheres e jovens se destacam na liderança de agroindústrias na feira

No Pavilhão da Agricultura Familiar da 46ª Expointer, se destaca o número de empreendimentos liderados por mulheres. Na edição deste ano, 148 agroindústrias são comandadas por mulheres, número recorde em comparação com edições anteriores. Outro lado que chama atenção é que os jovens estão à frente de 87 estandes. Os produtores presentes fazem parte do Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), uma iniciativa coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e executada pela Emater em 472 municípios do Estado.

As irmãs Eduarda Bini e Jéssica Bini, 20 e 23 anos, respectivamente, estão à frente de duas agroindústrias no evento, uma especializada em embutidos e a outra em produtos lácteos. Após concluírem seus estudos, as irmãs decidiram assumir responsabilidades maiores na propriedade rural da família na cidade de Não-Me-Toque, optando por permanecer no campo, diferentemente de muitos jovens que migram para as cidades maiores em busca de novas oportunidades. Elas se especializaram como técnicas agrícolas e têm se dedicado em ajudar os pais na ampliação dos rendimentos dos empreendimentos. A renovação dos maquinários e a expansão da variedade de produtos oferecidos estão entre as estratégias.

Outro jovem empreendedor é Willian Pressi, de Santo Antônio do Palma, que participa pela segunda vez da Expointer. Aos 26 anos, ele lidera a produção de barrinhas de cereais orgânicas e, desde que assumiu 100% a operação após o falecimento de seu tio, tem trabalhado para diversificar os sabores oferecidos. Este ano, seu estande traz novidades, incluindo barras com frutas nativas, como goiaba, açaí e jabuticabas, entre outras. “As feiras ajudam muito a impulsionar as vendas, pois os contatos que fazemos abrem portas para negócios futuros, expandindo ainda mais nosso mercado. À medida que participamos mais de feiras, percebemos que o público está em busca de uma variedade cada vez maior de produtos. Foi essa a razão que me motivou a ampliar o leque de sabores”, revela o jovem.

Para o titular da SDR, Ronaldo Santini, a presença marcante de jovens e mulheres empreendedoras na Expointer deste ano reforça o papel do campo como um polo de inovação e oportunidades. “Antigamente, se via os jovens saindo de casa ainda cedo em busca de novas oportunidades. Hoje, com o avanço da modernização do processo de produção e gestão no campo, os jovens, além de ficarem na propriedade rural, acabam assumindo papel fundamental para o progresso da agroindústria”, destaca o secretário.

Para a coordenadora estadual de Jovens da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Jaciara Muller, o cenário impõe reflexões sobre a qualidade do ensino, sobre a assistência técnica e as políticas públicas que estão sendo oferecidas para que os jovens se sintam seguros em tomar decisões de vida e dar continuidade à profissão dos seus pais. “O fato da continuidade ou não na profissão dos pais pelos jovens depende de vários fatores, dentre eles, o nível de inserção nas atividades gerenciais e operacionais da propriedade, contribuindo para sua participação no processo de tomada de decisões das atividades. Diversas pesquisas apontam que, na medida que participam nas atividades da propriedade, aliado a um nível maior de estudo na área agrícola, os jovens são influenciados a valorizar o trabalho na agricultura e permanecer no campo”, revela a coordenadora.

A 46ª Expointer acontece de 26 de agosto a 3 de setembro no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O Pavilhão da Agricultura Familiar estará aberto todos os dias do evento, das 8h às 20h. No primeiro semestre, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), apoiou 15 eventos que, somados, geraram R$ 9.790.269,07 em vendas apenas nos espaços destinados à agricultura familiar. O aporte da SDR foi de R$ 1.348.940.


https://www.expointer.rs.gov.br