Expointer 2023: Feira pretende quebrar recordes

Expointer 2023: Feira pretende quebrar recordes

A 46ª edição da Expointer, que ocorrerá de 26 de agosto a 3 de setembro, promete ficar na história e quebrar recordes. Estão sendo feitas várias melhorias na infraestrutura do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio; a acessibilidade estará presente, aumentando o número de visitantes; o pavilhão da agricultura familiar terá mais expositores; a feira também contará com mais expositores (1.500). “É uma feira de inovação, de acessibilidade”, adianta o assessor especial do Parque, Sandro Schlindwein.

Quem anda pelo Parque, já sente a Expointer “viva”. Conforme Schlindwein, no mínimo cinco mil trabalhadores estão preparando a maior feira agropecuária da América Latina. “Cerca de 40% da montagem dos estandes já está pronta. Tem muitos veículos circulando, como caminhões e tratores, além das pessoas. Está difícil de andar dentro do Parque”, comenta.

O assessor conta que, ao todo, em infraestrutura do Parque, foram gastos mais de R$ 2 milhões, contando com o investimento em acessibilidade. “Só no pavilhão de gado de corte, o governo está investindo R$ 1 milhão. Ele é o mais antigo e o maior do Parque, com 15 mil metros quadrados, e estava com problemas estruturais como corrosão. Toda a estrutura está sendo reformada”, destaca. “Além disso, estamos investindo mais R$ 900 mil na rede hidráulica do pavilhão, e revisando a rede elétrica também”.

Segundo Schlindwein, também está sendo ampliada uma área para atender o estacionamento e o camping da agricultura familiar. “Já temos dois mil metros de pavimentação nova desde o portão 7 até a área das máquinas agrícolas, onde fica o Simers. Nessa área, no portão 9, aumentamos duas quadras, que já foram calçadas”, diz. “Ano que vem vamos ampliar o estacionamento. Hoje temos cerca de 10 mil vagas e queremos chegar a 12 mil vagas”, acredita.

Reforma do Boulevard

O Boulevard recebeu pintura nova em toda sua extensão de 250 metros. Ele abriga, em seu entorno, as cerca de 20 associações de raça, mais os laboratórios de insumos para animais.

Cadastramento digital

Outra novidade deste ano é um controle na pré-montagem dos estandes. “Adquirimos um sistema digital, no qual cadastramos todos os expositores, todas as montadoras e seus prestadores de serviços”, esclarece Schlindwein. “Este ano todos os expositores terão um alvará emitido pelo Parque de forma gratuita. Isso será fundamental para o controle e segurança do Parque, porque temos 140 hectares e 15 portões. Antes a gente não tinha como saber ao certo quem estava no Parque expondo. Agora teremos total controle. Isso tem trazido para nós uma organização. Estamos automatizando o controle de entrada e saída das equipes de montagem no Parque”.

O assessor esclarece que as pistas de prova e de treino do Freio de Ouro foram cobertas. “A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) investiu em dois pavilhões novos cobertos. Tudo isso para a gente fazer uma feira maior que a do ano passado”, conclui.


https://www.expointer.rs.gov.br