agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-cna-senar-agronegocio-agrotech-startse-sp-2
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-fenasoja-santa-rosa-9
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-gaff-agribusiness-festival-xp-sp
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-expointer-confirmada-governo-rs-2

Expointer 2023: Estado lança selo premium para o setor de ovinocultura

Expointer 2023: Estado lança selo premium para o setor de ovinocultura

A Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict) lançou o Selo de Reconhecimento Cordeiro Premium Gaúcho nesta terça-feira (29), durante a 46ª Expointer, em Esteio. O evento, realizado no palco do RS Innovation Agro, foi conduzido pela titular da Sict, Simone Stülp, acompanhada do coordenador setorial da cadeia da ovinocultura dentro do programa Produtos Premium, também da Sict, Rafael Paglioli. A solenidade contou ainda com a presença do produtor da Fazenda Altos da Figueira, André Camozzato, e do sócio-proprietário da Celebra Gourmet, Felipe Vogt.

“Temos trabalhado uma estratégia de fomentar ações de inovação que toquem a vida das pessoas. O programa Produtos Premium tem a ver com isso e com o resgate das tradições e da nossa história”, frisou Simone. Na sequência, ela ressaltou a importância de o Rio Grande do Sul estar alinhado às tendências e demandas globais para que seja reconhecido pela origem e qualidade de seus produtos. “Buscamos elencar setores estratégicos que sejam portadores de futuro para o Estado – e o da agropecuária é, com certeza, um deles”, afirmou.

Simone enfatizou, também, a capacitação que será oferecida por meio do Selo Produto Premium Cordeiro Gaúcho. “Algo muito interessante de ser lembrado é o quanto precisamos capacitar, cada vez mais, as pessoas envolvidas em diferentes cadeias”, ressaltou. Para encerrar sua fala, Simone destacou a necessidade de se pensar em programas convergentes para aumentar a eficiência e o valor do que é produzido no Rio Grande do Sul.

Fazendo coro às palavras de Simone, Paglioli lembrou o trabalho conjunto, conduzido durante um ano, para a construção do regulamento e do Selo do Cordeiro Premium. “Havia a necessidade de organizar a cadeia como um todo, e conseguimos esse objetivo depois de um trabalho árduo com pessoas muito competentes”, salientou. Paglioli destacou ainda as ações do programa Produtos Premium, que incluem um guia para identificação de produtos premium e o edital Casos de Sucesso.

A solenidade prosseguiu com a entrega dos certificados aos primeiros empreendimentos agraciados com o selo.

O papel do selo no RS

O lançamento foi seguido do painel “Selo Produto Premium Cordeiro Gaúcho: qual seu papel nos sistemas de produção de ovinos de corte do RS?”, moderado por Paglioli. A apresentação contou com a participação de quatro convidados de entidades que colaboraram com a construção do selo. No evento, eles apresentaram dados do setor e informações adicionais sobre a iniciativa.

O representante do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA) – setor da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) –, Bruno Dall’Agnol, mostrou dados relevantes sobre o setor da ovinocultura, como pesquisas de raças de ovinos, propriedades produtoras e divisão de rebanhos por finalidade. Bruno ressaltou que o Rio Grande do Sul detém o 3° maior rebanho de ovinos do Brasil.

Assim como ele, a vice-presidente da Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), Elizabeth Lemos, também destacou os números do setor, oferecendo informações sobre o mercado de carnes no país. Elizabeth abordou, ainda, a história da associação, cuja origem é gaúcha.

Os outros dois painelistas – a representante da Embrapa Pecuária Sul e da Comissão de Bem-Estar Animal (Cobea), Elisa Köhler Osmari, e o sócio-proprietário da Celebra Gourmet, Felipe Vogt – enfatizaram os cursos formativos preparados para os interessados em possuir a selagem. Enquanto Elisa deu ênfase às questões relacionadas ao bem-estar animal, Vogt abordou as aspectos relativos à indústria.

Sobre o Selo Cordeiro Premium Gaúcho

O Selo de Reconhecimento Cordeiro Premium Gaúcho é uma iniciativa da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (Sict), em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi); a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec); a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema); e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).

Seu objetivo é estimular as boas práticas da cadeia produtiva da ovinocultura do Estado, que agreguem valor aos processos e produtos. Além do estímulo, o selo busca a integração efetiva dos elos da cadeia – incentivando, assim, uma maior demanda no consumo de carne de cordeiros, proveniente de abates fiscalizados, com a devida identificação de procedência e a confiança na segurança e na qualidade dos alimentos.

O foco do Selo Cordeiro Premium Gaúcho está na origem e na qualidade dos produtos de carne ovina in natura produzida no Rio Grande do Sul. A iniciativa valoriza a carne do cordeiro gaúcho, destacando os seguintes princípios e diferenciais: animais jovens; origem gaúcha; rastreabilidade coletiva; sanidade; bem-estar animal; e padronização da qualidade.


https://www.expointer.rs.gov.br