agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-fenasoja-santa-rosa-9
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-expointer-confirmada-governo-rs-2

Expodireto Cotrijal: Sistema Ocergs lança Comitê Elas pelo Coop

Expodireto Cotrijal: Sistema Ocergs lança Comitê Elas pelo Coop

Sistema Ocergs lança Comitê Elas pelo Coop no RS na Expodireto

No Dia Internacional da Mulher, o Sistema Ocergs-Sescoop/RS realizou, na Casa do Cooperativismo, o primeiro encontro do Comitê Elas pelo Coop no RS. Integrante da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), o comitê tem como objetivo promover a participação e capacitação das mulheres no cooperativismo.

O evento é uma oportunidade para troca de ideias, aprendizado e fortalecimento da presença feminina no setor, com foco na igualdade de gênero e na criação de um ambiente de trabalho justo e inclusivo. A programação contou com trilhas de capacitação sobre cooperativismo, liderança, desenvolvimento pessoal e os próximos passos do comitê.

Para o presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Darci Hartmann, não é mais possível conceber uma cooperativa ou organização sem a participação das mulheres. “O cooperativismo só cresce e só conseguirá se consolidar quando as mulheres efetivamente participarem e ocuparem esses espaços. Estamos muito satisfeitos e acreditamos que o comitê vai gerar muitos frutos. A nossa função é dar estrutura, porque as mulheres têm capacidade e elas vão ter todas as condições de crescer e ocupar os espaços que elas querem e merecem”.

Ao todo são onze comitês no país e o gaúcho está composto por 54 mulheres. De acordo com Rafaeli Munizzi, coordenadora do Comitê Elas pelo Coop no RS, as mulheres que participaram do evento foram convidadas, escolhidas pelas federações dos sete ramos do cooperativismo.

“Estamos em organização do comitê desde o ano passado e nada mais justo do que fazer esse lançamento em um evento que é referência para nós. É muito significativo estar aqui no Dia Internacional da Mulher para trazer discussões. Não estamos fazendo um evento festivo. Queremos tirar um pouco essa ideia de que mulheres fazem eventos festivos e fazer algo de capacitação, trazendo essa força e protagonismo da mulher dentro das cooperativas e empresas”, contou a coordenadora.

Saiba mais sobre o Comitê Nacional de Mulheres Elas pelo Coop

Presente no evento, a analista da Gerência de Desenvolvimento de Cooperativas, Divani de Souza, de Brasília, contou mais sobre o Comitê Nacional de Mulheres Elas pelo Coop do Sistema OCB. No 14º Congresso Brasileiro de Cooperativismo, o tema norteador foi a pergunta “Como podemos construir o cooperativismo do futuro””. O Sistema OCB naquele ano organizou um concurso cultural para jovens e mulheres para responder a essa pergunta. Foram escolhidos 20 jovens e 20 mulheres. “Depois do congresso, para minha alegria, os congressistas definiram como uma das estratégias promover a sustentabilidade do cooperativismo”, contou Divani.

A partir dessas mulheres foi constituído o Comitê Nacional de Mulheres Elas pelo Coop. Os estados que não tinham representação, passaram a indicar representantes para a constituição do comitê. De lá para cá foi feita a organização do planejamento, capacitação, definição de propósito e visão, representação do cooperativismo do estado em eventos e definição de quatro eixos de atuação para o grupo.

Hoje o Comitê Nacional de Mulheres Elas pelo Coop e o de jovens Geração C atua com base em quatro eixos: elaboração de diretrizes, formação e capacitação, representação institucional e intercooperação. “Os comitês são um movimento, um coletivo das cooperativas para impulsiona o trabalho com esses dois públicos”, destaca Divani. Com base nos quatro eixos de atuação, os participantes têm oportunidade de atuar a nível local, estadual e nacional para fomentar a atuação dos jovens e das mulheres nas lideranças das cooperativas.

“É uma emoção e uma alegria muito grandes estar fazendo esse lançamento. Já conseguimos antever os frutos desse trabalho. Já vemos as mulheres ocupando lugares no palco, com bagagem e repertório para sensibilizar a comunidade cooperativista do seu potencial e da importância de tê-las em cargos de direção”, disse Divani.