agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-fenasoja-santa-rosa-9
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-expointer-confirmada-governo-rs-2

Expodireto Cotrijal: Evento debate a assistência técnica como referência no processo produtivo

Expodireto Cotrijal: Evento debate a assistência técnica como referência no processo produtivo

Evento debate a assistência técnica como referência no processo produtivo

A assistência técnica impulsionando a lucratividade na atividade agropecuária foi um dos temas do 2º Agroask Rehagro Cotrijal, realizado na tarde de quinta-feira, 7 de março, na Expodireto Cotrijal 2024. O enfoque central foi relacionado à forma como os produtores, com o acesso a conhecimentos especializados, tecnologias inovadoras e práticas sustentáveis, têm sido capazes de otimizar seus processos e melhorar seus resultados financeiros, tanto na produção de leite quanto na de grãos.

Para Alexandre Doneda, gerente de Produção Vegetal da Cotrijal, é de extrema relevância o trabalho do assistente técnico no dia a dia, junto ao seu produtor assistido. “O consultor técnico precisa ser a referência para esse produtor, para auxiliar em tudo o que ele precisa na propriedade, passando pela parte técnica aplicada, parte veterinária e agronômica, pelo processo produtivo e também pela própria gestão do negócio do produtor”.

É importante ressaltar, segundo Doneda, que a assistência técnica não se limita apenas à transferência de conhecimento, mas também envolve o acompanhamento contínuo e a capacitação dos produtores, promovendo o desenvolvimento rural sustentável a longo prazo.

“Para que a assistência técnica possa entregar o melhor resultado para cada propriedade, é preciso que o técnico esteja por dentro de tudo o que há de mais inovador no agro, filtre esse conhecimento e tenha discernimento sobre aquilo que realmente é relevante para o produtor”, destacou Doneda.

O gerente de pesquisa na CCGL, Geomar Corassa, destacou que as habilidades comportamentais são hoje relevantes para esse profissional que vai estar no campo, atuando junto ao produtor. “É imprescindível que o técnico tenha capacidade de fazer a leitura adequada do que quer comunicar, a fim de levar a informação em uma linguagem que o produtor entenda. Acredito que, cada vez mais, as habilidades comportamentais serão tão relevantes quanto as habilidades técnicas, pois é preciso ter conhecimento, saber comunicar, saber entender o momento e saber ouvir o produtor. Isso resulta em eficiência produtiva”.

Nesse sentido, prossegue Corassa, as cooperativas são o grande vetor de transformação com o propósito de levar informação e conhecimento até os produtores, sejam eles de leite ou de grãos. “As cooperativas acreditam que o conhecimento é o propulsor do desenvolvimento no campo e investem em pesquisa e na difusão de informações. A partir delas, a gente une o elo da pesquisa e da extensão através das áreas técnicas e faz o conhecimento chegar até o produtor”, concluiu. O debate contou também com a participação do gerente de Produção Animal da Cotrijal, Alan Issa Rahman, e de representantes da Rehagro e da Attitus Educação.