Estado anuncia aporte de R$ 11,3 bi do setor de biocombustíveis e açúcar

Estado anuncia aporte de R$ 11,3 bi do setor de biocombustíveis e açúcar

Governo estadual anunciou ontem investimento de R$11,3 bilhões em Minas Gerais por parte do setor de biocombustíveis e açúcar, com previsão de criação de 1,6 mil novos empregos diretos. O aporte será feito por 12 empresas, entre elas três usinas instaladas e já operando na região de Uberaba: CMAA, Delta e Usina Uberaba.

De acordo com o presidente da Siamig (Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais), Mário Campos, o anúncio dos investimentos foi feito de forma global e ainda não será divulgado o valor individual do aporte de cada empresa. Com isso, até o momento, não há informação do montante a ser aplicado para a expansão das três usinas instaladas na região de Uberaba e nem projeção de novos empregos a serem gerados.

Campos adiantou que os investimentos serão feitos em diversos pontos da cadeia produtiva, desde o plantio e colheita da cana até a produção de energia renovável. Ele explica que os projetos para as três usinas em Uberaba englobam a expansão de canaviais, aumento da capacidade de produção tanto de cana-de-açúcar quanto de etanol, diversificação de produção e exportação de energias.

No evento, o governo estadual ressaltou que o pacote de investimentos do setor sucroalcooleiro permitirá que Minas Gerais dê um salto não apenas na produção de biocombustíveis, mas também no objetivo de descarbonização da economia por uma transição ambientalmente responsável.

Cumprindo agenda em Belo Horizonte, a prefeita Elisa Araújo (SDD) participou da reunião e comemorou o anúncio de investimento, ressaltando a perspectiva de geração de empregos para a região.

Durante o evento, a prefeita ainda aproveitou para discutir com o governador Romeu Zema (Novo) proposta para a redução das emissões de carbono no meio ambiente. “Tratamos com o governador sobre a priorização do uso do etanol nos veículos tanto do Estado quanto dos municípios”, encerrou.


https://jmonline.com.br/politica