agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-cna-senar-agronegocio-agrotech-startse-sp-2
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-fenasoja-santa-rosa-9
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-gaff-agribusiness-festival-xp-sp
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-cnt-ntc-universo-totvs-sp-2
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-feira-daf-caminhoes-bahia-farm-show
saude-inovadora-2024-rede-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-cns-simesp-simers-feira-hospitalar-sao-paulo-grupo-bradesco-biobrazilfair-biofach-organico
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-plataforma-cna-senar-agronegocio-feira-industria-leiteira-megaleite-2

Cooperativa Agroindustrial Paraíso ergue nova indústria de sucos de uva em apenas 3 meses no Vale do Taquari

Cooperativa Agroindustrial Paraíso ergue nova indústria de sucos de uva em apenas 3 meses no Vale do Taquari

Foram R$ 4 milhões em investimento na fábrica no município de Dois Lajeados

Em um tempo recorde de apenas três meses, a Cooperativa Agroindustrial Paraíso (Coapar), criada há apenas quatro anos, ergueu, no município de Dois Lajeados, no Vale do Taquari, a sua primeira indústria para a produção de sucos e conservas a partir da uva produzida pelos seus associados. Foram R$ 4 milhões em investimento na fábrica, com uma área construída de 19,8 mil metros quadrados. Mais da metade – R$ 2,4 milhões – resultado de financiamento junto ao Badesul Desenvolvimento, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado. De acordo com o vice-presidente da cooperativa, Valnei Cover, até o final de 2024 outros R$ 2,5 milhões podem ser investidos nos projetos para produzir também suco de maçã na unidade industrial e para desenvolver um viveiro de mudas experimentais, em parceria com a Embrapa, em uma área no próprio município de Dois Lajeados.

“Este investimento é um avanço no projeto que iniciamos muitos anos atrás, de forma pioneira, desenvolvendo os parreirais das uvas Concord na região de Guaporé, na Serra, e entre Dois Lajeados, no Vale do Taquari. Até então, toda a produção para a fabricação de sucos era transportada para Farroupilha ou Caxias do Sul, que representava um custo a mais ao produtor e uma perda na qualidade da uva”, explica Cover. Segundo ele, a estimativa é de que a fábrica própria e próxima ao produtor garantirá um ganho de pelo menos R$ 0,70 por quilo da fruta. Com 85 associados, a cooperativa produz hoje 6 milhões de quilos de uva Concord por ano. E, como explica Valnei Cover, será preciso aumentar a produção.

Badesul financiou a obra da fábrica

Isso porque a fábrica de sucos, que começou a receber cargas nesta segunda-feira, 8 de janeiro, tem capacidade para processar 300 quilos por dia e 15 milhões por ano. A Coapar fornece uvas para sucos de marcas como a Ambev e Coca-Cola, e não descarta desenvolver uma marca própria. “Está no nosso horizonte. Há quatro anos, quando iniciamos a cooperativa, eram 27 associados. Chegamos a 85, agora vamos organizar a nossa estrutura e temos uma meta de chegar a mais de 200 cooperados em breve”, comenta o dirigente. Há produtores em Bento Gonçalves, Guaporé, Vespasiano Corrêa, São Valentim do Sul e Dois Lajeados.

“Mais da metade dos valores necessários para a implantação do projeto foi viabilizada pelo Badesul, que está contribuindo para alavancar a produção de uva integral da cooperativa, a qual já planeja fabricar suco de maçã na mesma unidade a partir do próximo ano”, destacou o titular da Secretaria do Desenvolvimento, Ernani Polo, de acordo com nota divulgada pelo Palácio Piratini. “Serão gerados empregos e renda que beneficiarão a comunidade local e aos associados da cooperativa.” Além do financiamento do Estado, a cooperativa também teve 75% do valor do seu investimento enquadrado nos benefícios do Fundopem. “Um dos nossos propósitos, enquanto agência de fomento, é incentivar o agronegócio, que contou com aporte de mais de R$ 195,5 milhões do Badesul em 2023”, lembrou o presidente do Badesul, Claudio Gastal.

Novos investimentos

O avanço para o beneficiamento da produção de maçãs, explica o vice-presidente da Coapar, exigirá somente o acréscimo de dois equipamentos à planta industrial já erguida, em um projeto de R$ 2 milhões em fase de viabilização com parceiros da Coapar. A meta da cooperativa é iniciar 2025 com a produção de sucos de maçã em Dois Lajeados. E em outra frente, a Coapar está de olho na pesquisa. Valnei Cover não adianta detalhes, mas entre os projetos em desenvolvimento com a Embrapa está a avaliação do potencial das folhas de parreira na produção de alimentos.

Ficha técnica
Investimento: R$ 6,5 milhões
Estágio: Concluído (R$ 4 milhões), Anunciado (R$ 2,5 milhões)
Empresa: Cooperativa Agroindustrial Paraíso (Coapar)
Cidade: Dois Lajeados
Área: Indústria

Eduardo Torres
https://www.jornaldocomercio.com/