As 10 maiores cooperativas do agro brasileiro

As 10 maiores cooperativas do agro brasileiro

O agronegócio brasileiro é um dos pilares da produção mundial de alimentos e tem atuado como arrimo para a economia do país. Um setor que cresce e evolui apesar de todas as adversidades. As cooperativas agropecuárias são fundamentais nesse cenário. Os primeiros meses do ano são marcados pela realização das Assembleias Gerais Ordinárias dessas cooperativas. Nos encontros são apresentados e votados os relatórios econômicos e contábeis das organizações e definidos os investimentos que farão durante o ano. O ranking se baseia nesses dados e toma como principal eixo o faturamento que as cooperativas apresentaram em 2021. Confira as gigantes do setor:

1º | Copersucar

Faturamento: R$ 38,7 bilhões

Rendimento: R$ 375 milhões

Associadas: 34 usinas (de 20 grupos econômicos)

Sede: São Paulo (SP)

A maior organização cooperativa do Brasil é formada por 34 usinas pertencentes a 20 grupos econômicos e espalhadas pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Goiás. Na safra 2020-2021, a empresa comercializou 5,4 milhões de toneladas de açúcar, dos quais 3,4 milhões foram para o mercado internacional. Também comercializou 4,6 bilhões de litros de etanol, dos quais 4,3 bilhões de litros ficaram no mercado interno. A empresa é considerada a maior comercializadora de açúcar e etanol do mundo. As usinas sócias da Copersucar são empresas autônomas e conduzem suas políticas corporativas de forma independente. É a única entre as ranqueadas não ligada diretamente a produtores agropecuários.

2º | Coamo Agroindustrial Cooperativa

Faturamento: R$ 24,666 bilhões

Sobras líquidas: R$ 1,835 bilhão

Sobras distribuídas: R$ 689 milhões

Funcionários: 8.549

Cooperados: 30.003

Sede: Campo Mourão (PR)

Considerada a maior cooperativa agropecuária da América Latina, a Coamo, com sede em Campo Mourão (PR), tem 111 unidades espalhadas pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.  Os investimentos da cooperativa fundada em 1970 chegaram a R$ 616,4 milhões em 2021, com destaque para o Terminal Portuário 2 em Paranaguá e para novos entrepostos em Mato Grosso do Sul e uma indústria de ração em Campo Mourão. A linha alimentícia Coamo registrou receita de R$ 3,38 bilhões em 2021. Atua principalmente com soja, milho, trigo, café e algodão.

3º | Aurora Alimentos

Faturamento: R$ 19,4 bilhões

Sobras: R$ 816,9 milhões

Funcionários: 40 mil

Cooperativas associadas: 11

Sede: Chapecó (SC)

A Aurora Alimentos é uma central formada por 11 cooperativas agropecuárias de Santa Catarina e do Paraná. Criada em 1969, ela permitiu às coops condições de industrializar a produção gerada por seus associados. Hoje a empresa é considerada uma gigante do agronegócio brasileiro. Possui plantas industriais e comerciais localizadas em regiões estratégicas pelo país todo, garantindo eficiência na fabricação e na distribuição de seus produtos. As atividades da Aurora envolvem mais de 100 mil famílias, incluindo os 40 mil empregados diretos e os 10 mil e 65 mil famílias dos associados das cooperativas coligadas.

4º | C. Vale Cooperativa Agroindustrial

Faturamento: R$ 17,44 bilhões

Sobras/resultado: R$ 129,5 milhões

Funcionários: 12 mil

Cooperados: 24 mil

Sede: Palotina (PR)

Uma das cooperativas mais capilarizadas do país, a C.Vale possuiu 179 unidades de negócios espalhadas pelo Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Paraguai. Destaca-se na produção de soja, milho, trigo, mandioca, leite, frango, peixe e suínos. Comercializa insumos, peças, acessórios e revende máquinas agrícolas. Também mantém uma rede de supermercados com oito lojas no Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Foi fundada 1963 por um grupo de 24 agricultores de Palotina, no Oeste do Paraná, onde está sediada. Hoje representa mais de 24 mil cooperados.

5º | Lar Cooperativa Agroindustrial

Faturamento: R$ 17 bilhões

Lucro líquido: R$ 823,7 milhões

Funcionários: 24,09 mil

Cooperados: 12,35 mil

Sede: Medianeira (PR)

Fundada em 1964 por um grupo de 55 agricultores catarinenses e gaúchos radicados na pequena Missal (PR), a Lar é considerada a cooperativa do agronegócio que mais emprega no Brasil. São mais de 24 mil colaboradores. Os produtos da Lar estão presentes em praticamente todo o Brasil. Cooperativa tem unidades de atendimento e pontos de recepção de grãos no Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina e no Paraguai, onde mantém uma sede administrativa. A Lar tem ainda 15 supermercados e sete postos de combustíveis, além de indústrias de suínos, aves, ovos rações, carnes e produtoras de sêmen, matrizes, pintainhos e leitões.

6º | Comigo – Cooperativa Agroindustrial dos Produtores Rurais do Sudoeste Goiano

Faturamento: R$ 10,306 bilhões

Sobras líquidas: R$ 933,3 milhões

Sobras distribuídas: R$ 140 milhões

Funcionários: 3.035

Cooperados: 9.605

Sede: Rio Verde (GO)

Foi fundada por 50 produtores rurais do Sudoeste goiano com a proposta de mudar o perfil da agropecuária regional, incorporando novos conceitos de produção e comercialização. É hoje uma das maiores cooperativas agro do Brasil. Em 2021, viu seu faturamento crescer quase 49% e o capital social aumentar em 41%. O destaque ficou por conta do recebimento de soja, que chegou a 37,3 milhões de sacas no ano passado. A Comigo mantém 17 lojas de produtos agropecuários, 20 armazéns para armazenar grãos e 11 indústrias de óleo e farelo de soja, rações, sementes, suplementos minerais e fertilizantes. Tem um centro próprio de pesquisas e experimentos agropecuários.

7º | Cocamar Cooperativa Agroindustrial

Faturamento: R$ 9,629 bilhões

Resultado: R$ 135,4 milhões

Funcionários: 3,5 mil

Cooperados: 16,5 mil

Sede: Maringá (PR)

A Cocamar foi fundada em 1963 no Noroeste do Paraná por um de 46 produtores da então emergente região cafeeira paranaense. Com o passar dos anos, as atividades foram se diversificando e se fortalecendo. Hoje a cooperativa tem 97 unidades no Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. O número de associados passa de 16 mil produtores de soja, milho, trigo, café e laranja. O faturamento em 2021 foi 35% maior do que no ano anterior. A Cocamar tem uma forte atuação industrial, produzindo bebidas, café torrado, óleos comestíveis, etanol, bioinsumos, ração e suplementos minerais, madeira tratada e têxteis.

8º | Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais 

Faturamento: R$ 8 bilhões

Resultado: R$ 221 milhões

Funcionários: 3,2 mil

Cooperados: 37 mil

Sede: Bebedouro (SP)

A maior cooperativa agropecuária do Estado de São Paulo e uma das principais do país em fornecimento de insumos, máquinas, implementos e suporte técnico. Com mais de 37 mil cooperados e unidades de negócio em 60 municípios de São Paulo, Goiás e Minas Gerais, a cooperativa atingiu um faturamento de R$ 8 bilhões no ano passado, 35% mais do que no ano anterior. Entre as atividades estão a produção se soja, café e milho, açúcar, sementes e ração animal, além do comércio de máquinas, combustíveis, lojas de conveniência e até um shopping center de produtos agropecuários.

9º | Copacol – Cooperativa Agroindustrial Consolata

Faturamento: R$ 7,9 bilhões

Resultado: R$ 134,9 milhões

Funcionários: 16 mil

Cooperados: 6,7 mil

Sede: Cafelândia (PR)

A Copacol é outra cooperativa criada no Paraná na década de 1960 por migrantes gaúchos e catarinenses. Inicialmente, seus cooperados produziam basicamente arroz, feijão, milho e café. Atualmente produzem soja, trigo e milho, com forte atuação industrial em aves, suínos, gado de leite, peixes e rações animais. A marca é conhecida no Brasil todo e está presente em 76 países. Alguns números da cooperativa no ano passado: 200 milhões de aves abatidas; 45,1 milhões de peixes abatidos; 355,9 mil suínos produzidos; 10,9 milhões de litros de leite entregues à Frimesa.

10º | CooperAlfa – Cooperativa Agroindustrial Alfa

Faturamento: R$ 7,04 bilhões

Funcionários: 3.579

Cooperados: 21.175

Sede: Chapecó (SC)

A história da CooperAlfa começou em outubro de 1967, com criação da Cooperativa Mista Agropastoril de Chapecó, com apenas 39 produtores do oeste catarinense. Sua missão era gerar uma remuneração mais justa aos pequenos e médios produtores rurais da região. Em 2021, a cooperativa superou R$ 7 bilhões em faturamento e somou mais de 21,1 mil associados. Tem forte atuação em milho, soja, trigo, feijão, suínos, avicultura e leite e também na produção de sementes, rações e suplementos, industrialização de trigo, soja e milho, além de manter uma rede de supermercados, lojas agropecuárias e postos de combustíveis. Ao todo, engloba mais de 200 unidades de negócio.


https://agrorevenda.com.br