Agrality chega a Paracatu com aportes de US$ 6 mi

Agrality chega a Paracatu com aportes de US$ 6 mi

Com aportes de US$ 6 milhões, a Agrality Brasil – empresa de soluções para o agronegócio – adquiriu uma planta de processamento de sementes da Limagrain, em Paracatu, região Noroeste de Minas Gerais. A unidade já está recebendo investimentos para adaptação com o objetivo de atender a padrões internacionais.

A unidade comprada é a primeira planta de produção da empresa no Brasil, que já possui estações experimentais em Londrina, no Paraná, e em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso. A unidade mineira tem capacidade produtiva de 250 mil sacas de 60 quilos de sementes, volume que deve ser dobrado até o ano que vem.

O gerente de negócios da Agrality Brasil, Joaquin Ghiglione, explica que a empresa fornece serviços. A Agrality iniciou a atuação no Brasil no ano passado, com duas unidades de negócios com serviços de pesquisa e desenvolvimento.

“Agora, compramos uma planta de processamento da Limagrain, em Paracatu. A região é muito importante na produção de sementes do Brasil. Hoje, temos uma capacidade de processar 250 mil sacas”.

Ainda segundo Ghiglione, até o final do ano, a unidade passará por investimentos, onde serão implantados padrões internacionais com o objetivo de atender às multinacionais que são clientes da empresa, como Bayer, Cortella, Syngenta.

Já em 2024, o objetivo é duplicar a capacidade produtiva das atuais 250 mil sacas para R$ 500 mil.

“Este ano, em agosto, já temos contratos para começar a parceria no campo. Vamos começar com plantios para a produção de sementes comerciais e também básicas. Nosso objetivo é reativar uma região e colocar uma planta em funcionamento que tem história em Paracatu”.

A Agrality recebe as sementes das empresas parceiras, faz toda a produção de campo e beneficiamento, entregando o produto final ensacado. O plantio será feito em Paracatu e em regiões do entorno, através de parceria com produtores.

“Nosso objetivo é formar parceria com produtores da região e aproveitar todo o know how já desenvolvido na região. A princípio, serão gerados 40 empregos, mas a tendência é ampliar o número de funcionários conforme o crescimento da planta e demanda que vamos atender”.

Em cinco anos, o plano é ter mais uma planta de beneficiamento de sementes no Brasil. Segundo Ghiglione, o local ainda não foi definido, mas poderá ser na região de Paracatu ou em outras regiões do Estado ou do Brasil. O plano é chegar a uma produção de 1 milhão de sacas.

A princípio, a empresa vai trabalhar com o beneficiamento de sementes de milho.

A Agrality

Fundada em 2016, a Agrality oferece serviços personalizáveis em produção de sementes, melhoramento de plantas, testes de campo e assuntos regulatórios. A companhia está entre os líderes em operações de produção de sementes na Argentina e vem expandindo as operações no Brasil e nos Estados Unidos.


https://diariodocomercio.com.br